terça-feira, 9 de maio de 2017

Oxford, regresso e despedida


A mais inglesa das cidades, pure englishness, um concentrado de colégios e universidade, lugar sagrado da sabedoria clássica, rodeado de pubs e de relvados nas margens do Tamisa. Vou agora lá voltar numa última e mais demorada visita, que o tempo começa a ser pouco para tanto sítio que ainda quero (voltar a) ver.

Como uma cidade-labirinto-biblioteca-infinita de Borges.

' I wonder anybody does anything at Oxford but dream and remember, the place is so beautiful. One almost expects the people to sing instead of speaking. It is all like an opera.'
                                                                                      William Butler Yeats

Até ao meu regresso, ficam estas imagens:

O Sheldonian Theater de Cristopher Wren

Bodleian Library (na parte antiga)

Claustro da Christ Church Cathedral

'Ascânio disparando sobre o cervo de Sílvia', Claude Lorrain, Ashmolean Museum (detalhe)


Até breve.


2 comentários :

Virginia disse...

Oxford é belo demais.
Estive lá 4 vezes e mais iria se pudesse...
Obrigada pela partilha.

Mário Gonçalves disse...

Estou a comprovar em cada minuto que aqui passo. Então as capelas dos colégios...

Enviar um comentário